quarta-feira, 20 de abril de 2011

REVISTA PASSAPORTE

A Revista Passaporte, da jornalista Camilla Krause, passa a editar minhas historinhas na página "Diário de uma chef". E é na quarta edição (ela é bimensal), que estreio com o título de "Comida de praia". A revista pode ser encontrada em diversos pontos da cidade, é gratuita, e voltada para pessoas que curtem o turismo local. Tem lugares e histórias dentro do nosso estado que são inimagináveis. Vale a pena.
Pontos para adquirir a revista: Bar Engarrafados (Olinda), Restaurante Just Madá (Boa Viagem), Restaurante Afonso e Anísio (Boa Viagem), Espaço 560, Set Cabeleireiros (Avenida).



COMIDA DE PRAIA

A capital Pernambucana tem 9,3 km de praia. Boa viagem, a mais conhecida, é palco para desfile de vendedores ambulantes que liberam aromas entre os banhistas. Desde o Queijo assado à Caldeirada, são muitas as opções para quem quer curtir um dia de sol.
Eu normalmente frequento a praia nos sábados, e apesar de não mergulhar na minha fome de cozinheira, fico sempre na mesma opção: Caldinho e Sanduiche natural, nada Pernambucano. Mas enquanto fico sentada observando meu filho brincar na areia, me divirto com alguns métodos de venda.

O vendedor de camarao seco costuma assoviar um “psiu” tão forte que todos olham, achando que é com eles. Eu sempre caio nessa armadilha. E na hora que olhamos damos de cara com uma bacia enorme cheia de camaroes laranjinhas. A disputa é pelo tamanho, que custam mais caro.
O vendedor de queijo assado, alias, os vendedores, acabam com o estoque rapidinho, pois a disputa é grande. Tanto que eles nem precisam fazer tanto esforço. Enquanto assam um queijinho, o aroma se espalha e abre o apetite dos comensais. As opçoes sao apenas, “com ou sem”…. Significa com ou sem oregano.
O caldinho é pedida certeira, e acredito que o mais vendido. Feijão, feijoada, camarao e peixe. Eu sempre peço o de feijao, que pode ser com bacon, azeitona, torresmo e ovo de codorna. Uma refeiçao para quem está de “regime”, e uma ótima pedida para quem vai beber aquela cerva geladinha.
Tem sanduiche natural, para os mais “levinhos”, mas que de natural nao tem nada: atum enlatado, maionese, pao branco….
E o amendoim? Curioso é que só vejo ele cozido aqui em Pernambuco. Com ou sem casca, a opçao é sua. E o mesmo vendedor também tem o famoso ovo de codorna cozido, nos saquinhos com um pouco de sal no fundo.
Na altura em que fico, sao raras as vezes que chega o vendedor de arrumadinho. Ele deve sair do Pina, e o prato é tao gostoso que acaba antes de chegar em Boa Viagem.
E uma coisa que me deixa super curiosa, sao duas mulheres que passam segurando um isopor (cada uma com uma alça), vendendo Delícia de Abacaxi, geladinha. Muito inusitado para se vender na praia. E por elas estarem todos os finais de semana, o negócio deve ser gostoso. Mas nunca tive vontade de comer a sobremesa antes do almoço.
Também vejo alguns vendedores passando com peixe cru, inteirinho, para o cliente escolher. Eles saem, e depois de 20 minutos voltam com o peixe frito. Nao consigo achar o local onde eles preparam. Mas peixe frito sempre existiu na praia, e nao dá pra quem quer. É bom demais.
Ah, nao podia esquecer do vendedor de agulhinha frita, que passa com um carrinho de Madeira, munido de um fogao embutido, onde ele frita os peixinhos na hora. E você escolhe se quer a agulhinha branca ou a preta.
E tem o vendedor de caipirinha, com frutas da terra, o de empadas, o de coxinha de macaxeira, o de cachorro quente, picolé, entre muitos outros.
Bom, se você quiser ir para a praia de manhã cedinho e só voltar pra casa no final da tarde, fome você não passa.
Caso você prefira almoçar em casa, com um ar de praia, segue uma receitinha fácil.
Moquequinha para duas pessoas
Ingredientes:
4 postas de peixe, de carne branca, com 5 cm de altura
8 camaroes descascados e limpos, grandes
2 cebolas pequenas
2 dentes de alho
2 tomates maduros
folhas de coentro e cebolinho
Óleo e azeite
Limao
Sal
1 pimenta de cheiro inteira (opcional)

Modo de preparo:
Esfregue o limao no peixe, tempere com uma pitada de sal e deixe descansar por alguns minutos. Junte os camaroes, derramando suco de limao e sal.
Descasque 1 cebola, 2 dentes de alho, e coloque no liquidificador junto com1 pitada de sal, 1 tomate, algumas folhas de coentro e o cebolinho. Adicione quatro colheres de azeite e bata rapidamente, só para triturar.
Pegue uma panela de barro e esfregue um pouco de oleo no fundo. Derrame os temperos batidos no fundo da panela e arrume as postas de peixe sobre o ele. Vire o peixe para que o outro lado também pegue o gosto do tempero. Coloque os camaroes arrumados por cima do peixe. Em seguida arrume rodelas dos temperos reservados: Cebola e tomate, folhas de coentro e cebolinho. Deixe tudo isso descansando por 20 minutos. Se usar a pimenta, a hora é essa de colocar.

Em seguida, leve ao fogo, regado com um pouco de azeite e gotas de limao. Nao precisa adicionar água, pois o próprio peixe se encarrega disso. Deixe cozinhar por 25 minutos, com a panela entreaberta. Prove o sal antes de servir.
Sirva com um pirao feito do próprio caldo, uma farofinha de banana e arroz.

Bom Apetite!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário