terça-feira, 13 de abril de 2010

EU E O FRANGO


Eu precisava confessar…. E aqui estou, preparada pra contar uma das presepadas que aprontei na cozinha antes de me profissionalizar.
Bem, quando fomos morar em Brasilia não tinhamos empregada fixa, que cozinhasse todos os dias, que colocasse o café na mesa, e isso cabia à mim e minha irmã. Marianna, na verdade, era quem cuidava da casa (ela é canceriana), fazia supermercado e de vez em quando abastecia o freezer com comida pronta, que era mais fácil. Minha mãe trabalhava bastante enquanto nós éramos apenas estudantes e desbravadoras do planalto central.
Certo dia Marianna não estava em casa e me ligou pedindo que preparasse o almoço. O frango já estava na geladeira, descongelado. Bom, lá vou eu ao encontro daquela ave esquisita, pegajosa. Não vou negar que tive muuuiito nojo. Abri o pacote, peguei o frango com as pontas dos dedos, joguei numa travessa, salpiquei com sal, pimenta e um pouco de oleo. Liguei o forno e enfiei ali dentro. Arroz eu sabia preparar, farofa também. A salada estava pronta. E quando todos chegaram, arrumamos tudo e o frango sai do forno direto para a mesa. Minha mãe já foi logo dizendo que o frango estava horrível, como é que eu não tinha feito uma vinhad’alho,etc. Minha irmã começou a rir, deboxando mesmo. Bom, enquanto falavam mal da minha atuação na cozinha, elas iam se servindo. Foi quando Marianna pegou o garfo e a faca de servir, e ao partir o frango…. A surpresa! Eu não tinha tirado o saco de miúdos de dentro dele. Eu tive uma crise de riso e logo depois todos riram. Um mês depois estava fazendo a inscrição para o curso de cozinheiro profissiona. Mas não foi por isso que eu me inscrevi. Me inscrevi porque eu levava jeito mesmo.

FRANGO ASSADO AO LIMÃO SICILIANO

Pegue um frango inteiro, retire o excesso de pele e gordura e lave bem em água corrente.
Tempere com sal e pimenta, esfregando bem, inclusive por dentro.
Corte 3 limões sicilianos ao meio e coloque dentro do frango. Amarre suas pernas para que fiquem bonitinhos depois de assar.
Passe o frango para uma travessa e cubra com uma mistura feita com: 1 xicara de vinho branco seco, 6 dentes de alho picados, 1 cebola ralada e 1 folha de louro. Guarde na geladeira, coberto com filme plástico por umas 4 horas.
Retire o frango da geladeira e passe por cima e por baixo da pele uma mistura feita com ¼ xicara de manteiga de boa qualidade, 1 colher (sopa) de salsa picada e 1 colher (sopa) de cebolinho picado, 1 colher (chá) de mostarda e suco de meio limao siciliano.
Cubra a travessa com papel laminado e leve ao forno quente por uns 30 minutos. Retire o papel para que fique dourado, regando com o caldo de vez em quando.

Você vai arrasar.

Happy Baking!!

terça-feira, 6 de abril de 2010

CHOCOLATE.


Não sou muito fã de chocolate. Puro chocolate. Gosto de tudo que se faz com ele, mas não me venha com uma barra que não quero. E cá estou, com um ovo de páscoa enorme sem saber o que fazer. Não como!!!!
Outro dia estava assistindo Nigela e ela fez um chocolate quente em “Receitas de Inverno”, mas mesmo Recife não sendo uma cidade fria, vou preparar à minha moda. Aliás, esse negócio de inverno em Recife não existe. A gente toma café quente, leite quente, sopa, feijoada, cozido, pirão, polenta, etc.etc.etc. Isso é besteira. Só não pode segurar a caneca como fazem nas novelas, envolvendo com as duas mãos. Com o calor daqui vai acabar queimando.


Happy Baking!!


Chocolate quente à minha moda

1 ½ xicara de leite integral
½ xicara de crème de leite fresco
100 gr de chocolate ao leite
2 colheres (chá) de açúcar demerara
½ colher (sopa) de maizena

Comece diluindo a maizena no leite. Coloque tudo numa panelinha e leve ao fogo baixo. Deixe ferver, mexendo sempre até engrossar um pouco. Tire do fogo, coloque em duas canecas e sirva com chocolate twix dentro das canecas.
Bom Apetite!!

sexta-feira, 2 de abril de 2010


É tempo de confraternizar, e de comer chocolate. Ah, claro, e peixe. Tudo isso tem sua simbologia, mas eu pergunto: O que fazer com o coelho? Passa a Páscoa e o coitado fica lá, esquecido, esperando o próximo ano chegar.
Mas eu vou salvar você, “ kitty”. Pelo menos eu não vou me arrepender! Nossa, estou pensando aqui que crueldade falar assim... E a outra pergunta: Você já comeu coelho? Eu perguntei se já comeu! Não perguntei se já preparou! É uma DELÍCIA !!!!!!! A carne tem uma textura de frango, mas o sabor é exclusivo.
Essa receita aprendi durante o curso e foi a primeira vez que comi coelho.
Não abandone o bichinho até chegar o próximo ano.

Happy Baking !!!!!

Coelho com frutas secas

Corte um coelho de tamanho médio nas juntas (como um frango a passarinho). Tempere os pedaços com sal e pimenta.
Aqueça uma panela de fundo grosso e coloque um pouco de óleo.
Passe os pedaços de coelho na farinha de trigo e coloque alguns pedaços na panela quente para selar (dourar de todos os lados em temperatura alta). Vai retirando os pedaços dourados e colocando outros.
Em outra panela coloque um fio de óleo, cubos de cebola, cenoura e salsão. Vá mexendo até caramelizarem (dourados). Junte 1 colher de extrato de tomate e deixe por uns dois minutos. Acrescente 500 ml de vinho tinto seco e 500 ml de água fria e raspe bem o fundo da panela. Junte os pedaços de coelho separados, 1 pau de canela e ½ laranja. Quando começar a ferver, tampe a panela e coloque no forno já quente a 200 graus. Deve ficar no forno por uns 40 minutos.
Tire do forno, separe os pedaços de coelho e coe o caldo.
Engrosse o caldo com um pouco de farinha de trigo, diluída em água fria, até que fique na consistência de molho. Junte ao molho frutas secas (damasco em pedaços, ameixa sem caroço, uva passa..). Ajuste o tempero do molho com sal e pimenta, se necessário.
Arrume os pedaços de coelho em uma travessa e cubra com o molho.
Sirva com cuscuz marroquino (fica delicioso) ou um purê de cará.